Segunda-feira, 07.05.18

Este fim de semana, tive uma conversa bastante interessante com um senhor que conheci.

É amigo dos meus tios, tem 83 anos(mas parece ter menos 20!) e como é viúvo e morreu-lhe o filho á pouco tempo com cancro, os meus tios "assumiram" o papel de "companhia"!

Super educado, mas com uma pitada de malandrice giríssima. 

Anedotas? Meu Deus parece uma enciclopédia.

Mas no meio de tanta conversa descontraída/ educacional, falamos em poupar.

E ás tantas disse-me, que se todos nós, pegássemos nos nossos rendimentos e dividíssemos em 3 partes (não é necessário serem iguais), uma para as despesas do dia a dia, outra para poupar e outra para investir, que as coisas seriam diferentes.

Só me lembrei da entrevista da Daniela Ruah á RTP onde ela frisou isso mesmo!!!

Ri-me e fiz referencia a esse factor. A resposta foi imediata: "Nós os judeus temos essa mentalidade, e por isso temos a fama de enriquecer!"

Fiquei calada, porque foi o 1º judeu que conheci pessoalmente e desconheço as suas mentalidades financeira.

Mas.... Não podia ser tão simples assim. E essas pessoas cujos rendimentos mal dão para as despesas do dia a dia? Como é que eles poderiam fazer esse tipo de gestão? Não dá! É impossível.

A resposta foi talvez dura, rispida mas com... nem sei explicar. A resposta foi simples: " o mal da sociedade de hoje é que está habituada a ter tudo de mão beijada, e não têm de se esforçar muito..."

"Minha filha, passei fome, a 2ª Guerra Mundial apanhou-me, sofri, chorei, estive muito doente, e mesmo assim tinha de lutar pela minha vida todos os dia. Mesmo doente, mesmo com um rim quase parado, carregado de febre, criança e tive de trabalhar para comer...(silencio na voz já tremula de emoção). Conheci o avô da minha mulher, que a troco de alguns trabalhos no quintal me dava de comer. A minha saúde melhorou graças a eles. Arregacei as mangas e continuei a luta da vida todos os dias. Arranjei o meu 1º emprego a sério e perante este espírito financeiro cheguei aos 83 anos com algumas dores (esboçando já um sorriso)."

"Não preciso de ter 10 camisas no guarda roupa, 5 ou 6 chegam! Para que preciso de 5 ou 6 pares de sapatos? Umas pantufas, uns sapatos e agora uns ténis para as minhas caminhadas matinais chegam! Porque é que vou comer 3 ou 4 bifes se com uma sopa e 1 ou 2 bifes e uma salada fico alimentado? As pessoas nem se apercebem nos gastos que tem diariamente!!!"

Vim para casa, e este senhor não me tem saído da cabeça. Fez-me pensar muito. Faz-me pensar muito....

Acho que mesmo com a minha maneira de encarar a vida, estou anos luz desde maravilhoso ser vivo que tive o privilegio de conhecer.

Mexeu muito comigo, e vou-vos confessar: sinto-me diferente desde então...

Vou tentar aprender a aplicar no dia a dia estes ensinamentos...

Para ele poupar é simplesmente normal....

Grande lição de vida.....

Obrigada vida... Obrigada Sr. "Titi" (como gosta de ser chamado)

publicado por donadecasadesempregada às 08:33 | link do post | comentar | favorito
Happy a 7 de Maio de 2018 às 16:14
Realmente temos uma visão um bocado distorcida do que precisamos, não é?
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
20
25
26
27
28
29
30
31
comentários recentes
Uma coisa já aprendi, quando pensamos que nada mai...
Olá!Eu costumo dizer que não escolhemos nada na vi...
Se isso se resolvesse com azulejos...
Obrigada. Devemos chorar, devemos reclamar, devemo...
Isso é que é força e união.Gostei da tua perspecti...
Os estudantes matam-se na boa e não há quem dê um ...
Este não conhecia eu... Mas é mesmo isso.Só conhec...
Já diz o ditado que a definição de um invejoso é "...
Parabéns um pouco de cada vez.
Até eu tive medo do que estava a ler! Ah grande mu...
Posts mais comentados
26 comentários
10 comentários
8 comentários
7 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
blogs SAPO